A Urca do Tubarão

Com palavras simples, com o jeito potiguar, a Cultura e Gastronomia tomaram conta deste espaço, e assim é a Urca, um espaço aconchegante para o dia e para a noite, com livros, discos, histórias, comidas, redes, árvores nativas, entre outros.
Uma história de amor…
Uma história de família…
Uma história de conquistas…
Uma história de trabalho…
Uma história de Sucesso,
 
Pousada, Restaurante e Cachaçaria Urca do Tubarão vem de um sonho, onde muitos acreditaram e construíram juntos.
Diogo Lopes: o primeiro endereço, esse apenas em sonho,
Touros: onde tudo virou realidade.
São Miguel do Gostoso:  Madrinha, com seu povo, seus encantos e seus propósitos.
Valfran: criou o nome: Urca do Tubarão…perfeito.
Leilton Lima e Gisele Galvão: projeto e execução da Logo Marca.
Manoel Azevedo, Almir Campos e Jardia: a poesia
Edson Nobre : Capitão Carisma: Ministro da Cachaça do Litoral Norte Potiguar ou apenas Ministro.
Lila Nobre: Fiel Escudeira.
Freire Neto:A Figura, o jornalista que viu, divulgou e até hoje demonstra todo o carinho.
História Contada
Em 1989, em visita, a São Miguel do Gostoso havia um anúncio de lotes a venda em um Loteamento chamado Paraíso do Gostoso, resolveram comprar, para dali, um dia, fazer uma casinha de barro para o veraneio.
Alguns anos se passaram…
Em mais uma viagem de verão em 1996, o distrito de Macau, Diogo Lopes, foi destino, com ele a possibilidade de se tornarem empreendedores e construir neste paraíso a primeira pousada do lugar.
Veio a decisão.
De Diogo Lopes para o Paraiso do Gostoso, um acerto.
Embora Diogo Lopes não tenha saído do sonho, o encontro com São Miguel do Gostoso foi  um acerto.
Firma constituída, começaram as obras…foram juntos,  pais e filhos, Edson, Lila, Pedro, Paula, Erickson e Joãozinho.
Como a família sempre o foi o maior legado, Dona Sônia, mãe de Lila, se dividia entre cuidar dos netos em Natal e orações para que tudo estivesse protegido por Deus.
Nossos mestres de obra, O Seu. Pedro e o ajudante Zazá, criaturas ímpares,, que não poderiam está fora desta história. O Seu Pedro, como o chamamos até hoje, lapidou cada pedrinha, amassou todo o barro, deslizou a areia e preencheu com água, o cimento deu a forma e a rigidez mas o prazer com que a Urca foi feita, está nas suas solidificações que eternizam o compromisso desta obra, quase de arte e afeição.
Funcionário de brilho no olho e camisa no Coração: Djalma Batista da Silva, o Gagau. Veio fazer, a cerca, quando o terreno foi comprado, depois limpou o terreno, fez vários “bicos” e em 2008 foi contratado para fazer parte de nossa história até os dias vindouros…
A Urca tornou-se conhecida pelo trabalho espetacular de Freire Neto, publicado em 22/02/2002 no jornal Tribuna do Norte. Freire Neto é o filho do cliente número 1 da Urca, o saudoso Rômulo Freire.
Quando Edson e Lila chegaram a esse lugar buscavam mais que qualidade de vida, eles que nasceram: “ um para o outro e o outro para o um” como costumam dizer foram abraçados por todos e as conquistas eram simultâneas.
Nasce o mais belo dentre os  frutos: Maria de Carvalho Nobre, a menina concebida neste espaço que ajuda a manter viva, cada conquista do casal.
A Cachaça da Urca
 
Título de Ministro da Cachaça, conferido pela Ordem Praieira do Rio Grande do Norte, um título adquirido por se destacar, na cidade de Touros, em atividades que promovam o nome, a cultura do lugar. Esse Título é assinado pelo presidente da Ordem Praieira, pelo Prefeito de Touros e pelo Presidente da Câmara Municipal. Em 2001, pouco tempo após a criação da Cachaçaria, devido a repercussão, a Ordem Praieira conferiu a Edson Nobre de Oliveira o Título de Ministro da Cachaça do Litoral Norte Potiguar.