Cachaçaria

MOTE

“Quando vou a São Miguel do Gostoso

Eu paro na Urca do Tubarão”

GLOSA

“Doce sina de um lugar curioso,

Arca exótica de magia sã.

São José de Touros é meu imã,

Quando vou a São Miguel do Gostoso.

Manjar de frutos do mar, saboroso;

Na radiola a vinil devoção;

No rádio antigo a longínqua estação.

Cachaça aromática divinal,

Quando a placa à pista aponta o local,

Eu paro na Urca do Tubarão.

 

MOTE

“Eu paro na Urca do Tubarão

Ao voltar de São Miguel do Gostoso.”

GLOSA

“Não consigo explicar tamanha atração!

São José de Touros é energética!

Ao sentir sua força magnética,

Eu paro na Urca do Tubarão

Vou deleitar poesia ao balcão,

Saboreando um vinho esplendoroso,

Recebendo o abraço carinhoso,

A bordo dessa Urca aconchegante,

Que me faz mais cativo naevgante,

Ao voltar de São Miguel do Gostoso.”

Manuel Azevedo